Experiência do usuário no site: 5 coisas que os usuários detestam

Experiência do usuário no site: 5 coisas que os usuários detestam

O relacionamento que a marca desenvolve com prospects e clientes é essencial para garantir bons resultados para o seu negócio. A realidade de hoje é um consumidor conectado, que usa a internet como fonte de pesquisa, decisão e mesmo para compras. Por isso, proporcionar uma excelente experiência do usuário no site é uma estratégia muito importante para atrair o público.

Se você já sabe do uso de ambientes virtuais para melhorar a performance da sua empresa e a experiência do usuário, está na hora de descobrir também o que não funciona. Veja neste artigo as 5 principais práticas que afastam os visitantes das suas páginas e confira as melhores soluções para contornar essa situação. Boa leitura!

1. Esquecer da adaptação para dispositivos mobile

A adaptação do layout das suas páginas para os diversos formatos de tela não é apenas uma tendência, é uma exigência, sobretudo em um país onde o acesso à internet por celular é maior que aqueles realizados por computador. Se você não tem um design responsivo, está dificultando a experiência do usuário para a sua audiência.

Aproveite as tendências que o mobile apresenta para impactar positivamente o seu público. Você também pode desenvolver aplicativos que otimizam a navegação dos usuários e aproveitar para criar campanhas segmentadas para os acessos por smartphones.

2. Abusar de pop-ups, piorando a experiência do usuário no site

Eles servem para chamar a atenção e facilitar a experiência do usuário para uma ação específica. Essa é uma estratégia que alimenta o funil de vendas, seja convidando o visitante para assinar uma newsletter, baixar um e-book ou mesmo seguir as novidades que sua empresa oferece.

No entanto, os pop-ups podem ser bastante inconvenientes. Como não há uma medida exata para essa quantidade, o fundamental é a qualidade e o bom senso. Confira se a chamada é atrativa, relevante para a sua persona e está contextualizada com a página que o visitante se encontra.

3. Ter um site pesado, com alto tempo de carregamento

Quanto mais a internet é difundida, menos tempo os usuários querem esperar para que uma ação seja executada. Por isso, a velocidade do site — tempo gasto para que ele esteja carregado desde que um link foi acionado — influencia na decisão de continuar navegando naquele endereço.

Com ferramentas como o Teste Meu Site, da Google, você recebe uma análise do tempo de carregamento, além de contar com dicas para melhorar a experiência do usuário e o desempenho das suas páginas. Afinal, quanto melhor a experiência do usuário no site, maior será o seu tempo de permanência.

4. Apresentar erros ortográficos e de digitação

Você decide adotar hábitos para melhorar a saúde e, ao entrar em um site, vê um banner com a oferta de um e-book “Veja como ingerir menos gordur a eaumentar a prdutividade”. Apesar de ser um assunto de extremo interesse, você provavelmente não clicaria em uma chamada dessas, não é mesmo?

Esse tipo de erro, além de comprometer a reputação online da empresa, diminuindo a credibilidade, pode passar a impressão de que a marca não se importa com o seu público. Para evitar situações assim, além de ter muita atenção na produção dos conteúdos, é interessante conferir os textos e, de preferência, pedir mais alguém para fazer uma revisão.

5. Utilizar muitos conteúdos de reprodução automática

Vídeos que rodam automaticamente podem ser vistos como invasivos, uma vez que não têm o consentimento do usuário para sua reprodução. Apesar de ser uma estratégia para destacar algum assunto, esta técnica deve ser usada com cuidado. Dê preferência para reproduções sem áudio e ofereça a possibilidade de o visitante retirar ou pausar a publicidade, demonstrando o seu respeito com o público.

Como você viu, a experiência do usuário no site é uma ferramenta para melhorar seu relacionamento com a audiência. Trabalhando para que ela aconteça de maneira natural e positiva, você agrega valor à marca e melhora a performance das suas ações, inclusive as voltadas para conversões.

Se você gostou do texto e que otimizar os resultados, leia nosso artigo sobre o design do site e descubra como esse fator é fundamental para melhorar a experiência do usuário e a retenção do cliente!

Facebook Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *