Quais são e como evitar os erros mais comuns em links patrocinados?

Quais são e como evitar os erros mais comuns em links patrocinados?

Uma das principais estratégias de anúncios do Google Adwords, os links patrocinados são aqueles resultados de pesquisa que aparecem nas primeiras e às vezes últimas posições de uma página, com um retângulo sinalizando que é um anúncio. Esse recurso é pago e muito eficaz para garantir os lugares de destaque nos buscadores.

Com campanhas muito simples de desenvolver, métricas confiáveis e a possibilidade de segmentar os anúncios para a sua audiência, essa fonte de tráfego pago é muito popular. Um diferencial importante dela é o controle do orçamento, que permite iniciar com baixos investimentos e ampliar de acordo com a performance do anúncio, otimizando o investimento.

Com tantas vantagens assim, você deve ter se interessado em implementar ou otimizar suas campanhas de links patrocinados, concorda? Então confira neste artigo alguns erros comuns de quem anuncia nessa modalidade. Não deixe de ler e evite problemas!

Não ter coerência entre os links patrocinados e o objetivo escolhido

Assim como as campanhas de marketing digital, os anúncios de links patrocinados pedem que você aponte qual é o objetivo da campanha. O que algumas pessoas não entendem é que os robôs da plataforma de anúncio otimizarão a publicidade de acordo com o que for sinalizado como meta.

Não ter cuidado com as páginas de destino

Outro ponto com o qual você precisa ter atenção, ao montar a campanha, são as suas landing pages, ou páginas de destino. Às vezes o texto é bom, a palavra-chave pertinente e mesmo conseguindo um excelente CPC (custo por clique), sua campanha não converte.

Então, é hora de verificar se a landing page é relevante para o usuário e se os elementos visuais e o conteúdo estão de acordo com a proposta do anúncio.

Não instalar o código de conversão

No marketing digital, uma das maiores vantagens é poder medir praticamente tudo. Com o Google Adwords você monitora o desempenho de cada anúncio, descobrindo as palavras-chave, grupos de anúncios e campanhas que têm melhor performance e o que não está funcionando. Para isso, é preciso instalar o acompanhamento de conversão.

Talvez você já saiba como instalar o código ou até conte com o apoio de uma agência, o importante é assegurar que as suas ações podem ser mensuradas eque o acompanhamento de conversão está na página certa.

Não inserir a palavra-chave escolhida no anúncio

As palavras-chave são a essência de uma campanha de links patrocinados. O Google Adwords já reconhece erros de digitação ou ortografia e interpreta pesquisas semelhantes ao seu assunto. Assegure-se de usar o termo para destacar ainda mais seus anúncios. Lembre-se também de criar uma lista de palavras-chave negativas, assim você se concentra ainda mais no público que quer atingir.

Não criar mais de um anúncio para uma campanha de links patrocinados

Os testes A/B são fundamentais para direcionar sua verba para ações que estão convertendo e congelar aquelas que não funcionam mais. Além de usar esse recurso nas suas campanhas, lembre-se de fazer a separação adequada. Crie campanhas diferentes para cada nova persona e sua segmentação de público, objetivo e definição de formatos de anúncio.

Já um novo conjunto de anúncio deve ser criado toda vez que você tiver um novo produto, página de destino ou palavra-chave para trabalhar dentro da campanha.

Com essas dicas, você aproveita suas campanhas de links patrocinados otimizando suas conversões e o valor investido. Contando com uma agência digital, você escala seus anúncios, impulsionando os resultados. Confira suas landing pages, palavras-chave e, sempre que possível, insira uma lista de palavras-chave negativas. Rastreie as ações com o acompanhamento de conversão e crie diversas campanhas e grupos de anúncios.

Se você gostou dessas dicas e quer saber mais sobre estratégias diferentes para destacar a sua marca no mercado, entre em contato com a gente.

Vamos gostar muito de compartilhar nossos conhecimentos, insights e experiência!

Facebook Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *